A Internet das Coisas (também conhecida como IoT, sigla em inglês para Internet of Things) é uma tendência que vem conquistando espaço no dia a dia de negócios em mercados internacionais, podendo ganhar força no cenário brasileiro em breve. Isso poderá gerar benefícios aos gestores, como a possibilidade de basear suas decisões em dados de maior qualidade e precisão.

De forma resumida, a IoT é um conceito que envolve a possibilidade de que não só equipamentos de informática e eletrônicos, mas também máquinas, eletrodomésticos e outros dispositivos se conectem à web e troquem dados entre si. Para se ter uma ideia de sua força e importância, de acordo com previsões da Cisco, até 2021 o tráfego IP entre módulos M2M (Máquina a Máquina) crescerá 49%.

Quer saber como a IoT pode ser aplicada na gestão e operação das empresas? Continue lendo e confira os exemplos que selecionamos!

Sensores de monitoramento de máquinas

Os sensores são tecnologias que contribuem para a IoT. Por meio deles, é possível diagnosticar e prever, em um ambiente industrial, problemas e falhas em equipamentos. A troca de dados entre sistemas sobre esse tipo de evento ainda poderá automatizar soluções, como antecipar o horário da equipe de manutenção para que ela resolva eventuais problemas nas máquinas.

Dessa forma, a produtividade do negócio será mais facilmente mantida, com chances até de aumentar devido à melhora na prevenção de problemas na linha de produção.

Uma inovação interessante está nas geladeiras inteligentes que utilizam essa tecnologia. Graças aos seus sensores, elas são capazes de indicar quando há falta de alimento e, nesses casos, realizar compras diretamente com fornecedores de forma online. Para uma empresa que trabalha com alimentos, isso poderá gerar muitas vantagens.

Sistemas inteligentes e orientados a dados

Futuramente, poderemos ter infraestruturas de cidades inteligentes, que tornarão mais fácil o gerenciamento de resíduos e a aplicação da lei, melhorando a atuação de gestores e de empresas que trabalham com a área pública.

Powered by Rock Convert

Esses municípios utilizarão soluções e equipamentos que “conversarão” entre si para gerar soluções mais viáveis para seus dilemas, tendo por base um grande volume de dados. No caso de edifícios, por exemplo, a conexão entre sistemas de construção e dispositivos poderá gerar controles mais eficientes aos proprietários e operadores desses locais.

Monitoração de ambientes

No segmento de mercados, já existem lojas que usam sensores para rastrear produtos nos carrinhos dos clientes e debitar o valor total desses itens de seus cartões. Um exemplo é a Amazon Go.

Primeiramente, o cliente entra no supermercado dessa rede após escanear um código nas catracas que o atrela à sua conta Amazon. Após isso, sensores no estabelecimento rastreiam quem está comprando e qual produto está sendo adquirido. Quando a pessoa sai, os aparelhos detectam essa ação e, de forma automática, debitam o valor da compra do cartão cadastrado na conta da Amazon da pessoa.

Além disso, prateleiras inteligentes conseguem avisar, em tempo real, quando itens estão em falta e até quais têm menos saída. Também podem modificar preços, agilizando a atualização de valores e evitando confusões entre preços diferentes no caixa e na gôndola.

Companhias da área de saúde podem se beneficiar da coleta de dados de dispositivos (como wearables) usados por pacientes para controlar, entre outras coisas, pressão sanguínea e quantidade de batimentos cardíacos. Essas informações ficam armazenadas automaticamente no prontuário de cada paciente para serem usadas em consultas.

Isso facilita a obtenção de dados e estatísticas sobre a saúde de seus pacientes, permitindo a essas empresas traçar estratégias mais eficientes para promover o bem-estar entre eles.

Os dados gerados por equipamentos conectados à web podem otimizar processos empresariais, potencializando os resultados e melhorando o atendimento ao cliente. Por isso, é fundamental ficar atento à Internet das Coisas e buscar entender quais mudanças ela trará ao mercado. Dessa forma, será possível mapear e aproveitar novas oportunidades de negócios.

Quer ficar por dentro de mais informações como essas? Curta nossa página no Facebook e receba nossos posts em sua timeline!

Beluga
Autor

No blog Beluga você encontra o melhor conteúdo sobre data science, machine learning e inteligência artificial para alavancar sua empresa através dos seus dados.

Escreva um comentário