O mundo mudou e o processo de tomada de decisões, também. As empresas estão entendendo que é cada vez mais importante utilizar o grande volume de dados produzidos a favor dos negócios. Informações bem estruturadas e disponíveis podem ajudar a reduzir custos, a acelerar o crescimento da empresa, a aproveitar oportunidades e a fornecer análises e métricas.

Para que as empresas possam se beneficiar disso, um bom serviço de engenharia de dados se torna essencial, principalmente porque existem alguns desafios a serem vencidos. Tendo em vista a grande importância dessa área na gestão dos dados, preparamos esse material exclusivo. Acompanhe!

O que é engenharia de dados?

A engenharia de dados é aquela que engloba as tarefas relacionadas ao ambiente de dados da empresa, com a finalidade de torná-los disponíveis para análise por meio da ingestão, sincronização, transformação e governança das informações.

A engenharia de dados é responsável por construir todo pipeline, ETL, armazenamento e carregamento em algum lugar como um data wharehouse. Ela cuida de toda infraestrutura e aplicação para que a consistência dos dados seja garantida.

O que faz um engenheiro de dados?

O engenheiro de dados tem por função garantir a coleta, a transformação, o armazenamento e a disponibilidade de informações para que sejam analisados de forma segura.

Eles constroem e mantêm sistemas de processamento e armazenamento de dados em grande escala, tornando-os disponíveis para que outros profissionais possam analisá-los e transformá-los em conhecimentos a serem utilizados nos negócios ou na ciência de dados.

Vamos falar um pouco de cada uma das responsabilidades do engenheiro de dados, a partir de agora!

Ingestão de dados

É associado à tarefa de coletar os dados dos sistemas originais de forma eficiente, em tempo real, por meio de conexões padrão, como o JDBC ou conexões proprietárias de alta velocidade e TPT.

Sincronização de dados

Aqui, o profissional precisa lidar com as alterações nos dados originais, sendo capaz de mesclar e sincronizar os dados alterados para o ambiente de processamento de dados.

Transformação de dados

Integração de transformação de dados para uma finalidade específica por meio, principalmente, do conhecimento de SQL.

Gestão de dados

Apesar de não serem responsáveis pela governança de dados, os engenheiros devem garantir que os sistemas oferecerão recursos necessários para uma boa gestão deles.

Dessa forma, quando são implementadas ferramentas de ingestão, sincronização e transformação de dados, elas devem estar relacionadas ao apoio da sua governança.

Otimização de desempenho

Construir pipelines de dados escaláveis e eficientes não é uma tarefa fácil. Para melhorar o desempenho da consulta deles e da geração de relatórios, o engenheiro de dados deve saber particionar, indexar modelos de dados ou entender ferramentas e conceitos relacionados a modelos em memórias e cubos OLAP.

Diferenças entre engenheiro de dados e cientistas de dados

Engenheiros de dados e cientistas de dados não são a mesma coisa, mas vamos ajudar nessa distinção.

Um engenheiro de dados, basicamente, desenvolve sistemas que consolidam, armazenam e recuperam dados de sistemas originais. A profissão surgiu de um conjunto de habilidades da engenharia de software.

O trabalho do engenheiro consiste em estruturas de dados avançados, computação distribuída, construção de ETL e pipeline de dados, programação simultânea e conhecimento de ferramentas emergentes.

Powered by Rock Convert

Já o cientista de dados trabalha com a análise, buscando entender, por exemplo, o comportamento do cliente ou um algoritmo de machine learning. O trabalho desse profissional inclui atividades como modelagem de dados, algoritmos e painéis em inteligência de negócios.

De forma geral, podemos dizer que o engenheiro de dados é quem vai tornar viável a disponibilidade de dados para que o cientista possa arrumar meios de transformá-los em conhecimento.

Quais os principais desafios para a engenharia de dados?

A engenharia de dados é importantíssima para os negócios, visto que o volume de informações aumenta todos os dias e é necessário que eles estejam disponíveis para serem transformados em conhecimentos úteis aos gestores, mas é uma área que enfrenta inúmeros desafios, vamos falar um pouco sobre eles.

Segurança

Com as novas regulamentações, como a lei de proteção de dados, a engenharia de dados passa a ter muito mais responsabilidade nesse sentido. É preciso se preocupar com o cumprimento das leis na hora de transferi-los e criptografá-los.

Existem excelentes práticas para que se cumpra a legislação e se garanta a segurança de dados.

Velocidade

Não basta disponibilizar os dados, é preciso que eles possam ser inseridos ou lidos em um banco, de forma rápida. Principalmente quando se trata de grandes volumes, como em Big Data, é um grande desafio.

Nesse sentido, é necessário pensar em uma infraestrutura que possa ser escalada tanto vertical quanto horizontalmente, devido ao crescimento dos negócios ou até mesmo sazonalidades que aumentam muito o tráfego de dados, como a Black Friday, de modo que a infraestrutura seja capaz de atender aos picos ou, até mesmo, o crescimento permanente dos dados.

Alta disponibilidade de sistemas

Esse aspecto é importante, pois existem inúmeras dependências relacionadas às informações gerenciadas pela parte de engenharia de dados.

Por exemplo, algoritmos de machine learning que dependem da gestão de dados, relatórios corporativos e outros encadeamentos. Pensando nisso, é indispensável que os sistemas funcionem sem interrupções, sendo um grande desafio para os profissionais dessa área.

Conhecimento de tecnologia

O Big Data está em constante evolução e crescimento. Com isso, as tecnologias vão se adaptando e, para cada uso de dados, existe uma ferramenta adequada. Sendo assim, é importante estar sempre atento às novidades.

Como a engenharia de dados é core business, pode ser interessante ter um outsoursing especializado para desenhar as soluções e dar suporte à equipe interna.

Entendimento dos negócios

É preciso entender a necessidade de alinhar a área de engenharia de dados aos negócios. Saber exatamente como eles serão utilizados na gestão dos negócios e na qualidade da plataforma.

Boa estruturação de um data warehouse

A preocupação em ter um gestor de dados central bem consolidado é importante para evitar que cada área calcule as informações de uma maneira, o que traria grandes problemas corporativos.

Como vimos, a engenharia de dados é essencial para a gestão dos negócios. Quer saber como aplicar isso na sua empresa para que possa melhorar seus resultados? Entre em contato conosco para desenvolvermos uma solução sob medida para seus negócios.

Beluga
Autor

No blog Beluga você encontra o melhor conteúdo sobre data science, machine learning e inteligência artificial para alavancar sua empresa através dos seus dados.

Escreva um comentário