Gerir projetos é uma tarefa desafiadora, pois é preciso saber lidar com um grande volume de dados e tomar decisões estratégicas em prol da empresa. Para isso é necessário um esforço coletivo de inovação e pesquisa. O monitoramento deve ser preciso e o gestor tem que estar apto a agir rapidamente quando ocorrerem imprevistos.

O business intelligence (BI) é um grande aliado do gestor nessa tarefa. Trata-se de um conjunto de técnicas e ferramentas que permite a organização e análise das informações, com o objetivo de auxiliar a tomada de decisão. Ele é capaz de tornar o trabalho mais ágil e preciso.

Neste artigo vamos ver como o BI impacta positivamente na gestão de projetos e quais os benefícios que ele traz para as empresas que se utilizam de suas ferramentas.

O que é BI?

O BI coleta dados de fontes diversas e os extrai a fim de organizá-los de uma forma mais compreensível. Suas ferramentas visam a coleta, análise, processamento e compartilhamento dos dados obtidos de sistemas como o CMS e ERP. Reúne-os em um único local e, a partir do confronto dessas informações, é capaz de gerar avaliações estratégicas que otimizam a gestão de projetos.

É utilizado no processo de auxílio à tomada de decisão, oferecendo ao gestor a visão completa da empresa e os relatórios necessários para o estudo de suas ações passadas e presentes, sendo assim capaz de prever dados e comportamentos futuros.

Powered by Rock Convert

Como o BI impacta a gestão de projetos?

Ao adotar estratégias e ferramentas de BI na gestão de projetos, é possível ter uma visão geral das diversas áreas da empresa, unificadas em uma mesma aplicação. Assim, é facilitada a troca de informações entre os envolvidos, além de garantir maior segurança dos dados, pois há o completo controle de quem obteve acesso a eles.

Com as informações unificadas, o gestor pode analisá-las em conjunto. A ferramenta permite traçar conexões entre os dados a fim de identificar padrões e tendências de mercado, tornando mais eficiente o planejamento de ações futuras. Ela analisa e reconhece padrões e também emite alertas caso os indicadores atinjam níveis críticos.

O cumprimento do planejamento é favorecido por meio do compartilhamento de informações entre os envolvidos, tais como prazos ou o estágio atual de cada atividade realizada. A equipe torna-se mais integrada e tem uma visão mais precisa sobre as falhas e atrasos do projeto, sendo possível corrigir esses desvios a tempo.

O dashboard (painel de controle) de uma ferramenta de BI é um grande diferencial, pois reúne todos os dados e os expõe de forma clara e precisa em forma de percentuais e relatórios. Isso possibilita análises mais claras e coerentes do gestor, que tem o seu trabalho facilitado pelo uso de uma ferramenta intuitiva.

Diante das vantagens aqui apresentadas, concluímos que o BI impacta positivamente na gestão de projetos. A implementação de suas estratégias aliadas às ferramentas próprias proporciona a utilização de dados mais precisos e possibilita uma maior integração da equipe. Assim, a tendência é que a análise se torne cada vez mais eficiente, sendo capaz de otimizar o tempo, eliminar gastos, reduzir a possibilidade de falhas e gerar lucros.

Este conteúdo foi útil? Compartilhe-o em suas redes sociais!

Beluga
Autor

No blog Beluga você encontra o melhor conteúdo sobre data science, machine learning e inteligência artificial para alavancar sua empresa através dos seus dados.

Escreva um comentário