A governança corporativa nas empresas se refere a uma série de ferramentas, metodologias e processos cujo objetivo é o alinhamento dos serviços e da infraestrutura informacional com o planejamento estratégico do negócio. Em outras palavras, ela diz respeito a todas as medidas tomadas com a finalidade de potencializar o uso do setor de TI para o alcance da missão e dos objetivos empresariais.

Nesse sentido, a governança confere à TI a responsabilidade de ser proativa, a fim de otimizar suas próprias práticas e procurar soluções para melhorar os resultados do negócio. Tudo isso é feito devido a um melhor processo de tomada de decisões — que analisa os riscos adequadamente — e a uma cultura de alta eficiência.

Assim sendo, se você quer entender melhor de que maneira é possível associar a governança corporativa à TI, não deixe de ler este post até o final!

Elabore um planejamento estratégico

Toda empresa precisa ter um planejamento estratégico se quiser aumentar sua relevância no mercado. Hoje em dia, devido à alta competitividade trazida pela tecnologia e pela globalização, os negócios não podem simplesmente seguir seu rumo espontaneamente, conforme as oportunidades aparecem. É preciso gerar um ambiente propício de modo a criar o próprio destino frente à concorrência.

Para isso, um documento é essencial: o plano estratégico. Nele, sua empresa determinará:

  • a missão — qual é o papel dela no mercado? Por que ela é diferente das demais? Como ela quer ser reconhecida pelos clientes em curto e longo prazo? Qual é o papel da TI para alcançá-la?
  • os valores — eles definem a filosofia da sua empresa (como responsabilidade social, preocupação com desenvolvimento sustentável etc.) e norteiam todos os colaboradores a agir de uma forma uniforme. Por exemplo, se você estabelece a agilidade no atendimento como valor, todos os processos se voltarão a isso, e os funcionários precisam saber o que devem entregar;
  • os objetivos — eles são os pontos mais concretos que sua empresa deve atingir nos próximos anos em termos de alcance, lucro, presença nas redes sociais, base de clientes, entre outros.

Nesse contexto, a TI é uma aliada essencial para a concretização do planejamento estratégico. Entre outras, suas ferramentas — CRM, ERP etc. — são capazes de executar várias funções importantes, como:

  • acompanhamento de métricas;
  • fornecimento de informações e dados do desempenho do negócio em tempo real;
  • documentação do plano estratégico na nuvem.

Faça gestão de riscos

A gestão de riscos é outra ferramenta imprescindível para os negócios, pois permite um processo de tomada de decisão mais preciso. A todo tempo, a gestão precisa fazer escolhas importantes que definem o rumo da corporação. Saber o risco de cada uma e optar pela mais segura pode ser determinante para a sobrevivência do negócio.

Antigamente, a análise de risco era feita manualmente ou, no máximo, com o auxílio das ferramentas do Windows Office. Com isso, havia uma limitação dos dados a serem utilizados. No entanto, atualmente, softwares de Big Data conseguem analisar gigabytes de dados em segundos.

Assim, centenas de variáveis podem ser incorporadas às tomadas de decisão, tornando-as mais precisas em relação aos resultados esperados.

Gerencie recursos

Os sistemas informatizados atuais contam com inúmeras ferramentas que ajudam na gestão eficiente dos recursos. Entre elas, podemos destacar as que seguem.

Powered by Rock Convert

Gestão de estoque

Nos melhores ERPs, você pode contar com uma funcionalidade totalmente integrada à sua cadeia produtiva. Assim, quando há um registro da entrada de um produto por meio de um fornecedor, o estoque é imediatamente atualizado. Da mesma forma, quando acontece o registro da nota fiscal de saída, há o abatimento instantâneo no estoque.

Gestão da cadeia de suprimentos

Os ERPs são capazes de cadastrar fornecedores, avaliá-los e acompanhar as entregas. Além do mais, registram o cálculo com o frete. Depois disso, eles podem acompanhar todo o fluxo do produto dentro da empresa até a entrega para o consumidor final.

Entregue valor

Certamente, o grande objetivo das estratégias de governança corporativa nas empresas é agregar valor ao negócio, aos produtos e aos clientes. Nesse sentido, a tecnologia pode ser uma aliada essencial por meio dos aspectos abaixo.

Automação

A automação de determinadas tarefas repetitivas, como integração de bancos de dados, aumenta a produtividade, pois as máquinas conseguem trabalhar 24 horas por dia e 7 dias por semana, sem cansar ou reduzir sua capacidade. Além disso, a eficiência atinge outro patamar devido à baixíssima chance de erro. Consequentemente, o retrabalho é praticamente eliminado, o que traz vários benefícios para o cliente, como redução de custos, entregas antes do prazo etc.

Inovação

Por sua vez, a inovação é um valor essencial na contemporaneidade. As pessoas preferem negócios altamente tecnológicos para fazer suas compras ou contratar seus serviços. Então, um setor de TI forte, que conhece as novidades do mercado, pode melhorar o posicionamento da sua empresa perante o público.

Garanta segurança da informação

Esse é outro aspecto imprescindível da TI na governança corporativa. Estamos na era do Capitalismo Informacional, isto é, os dados das empresas valem muito e podem ser explorados pela concorrência. Em vista disso, crimes como sequestro de informações, roubo de dados, destruição intencional de bancos de dados, entre outros, têm se tornado cada vez mais frequentes.

O setor de TI tem a função de elaborar uma política de segurança digital dentro da empresa para:

  • controlar acessos — decidir quem pode visualizar ou alterar cada informação;
  • escolher softwares de combate a atividades maliciosas — anti-malwares, anti-phishing, firewalls etc.;
  • implementar uma infraestrutura de nuvens híbridas e privadas para reduzir a exposição dos computadores internos;
  • implantar tecnologias de inteligência artificial, que são capazes de identificar os padrões das ameaças com eficiência superior aos antivírus, por exemplo.

Invista em mensuração de performance

Além de tudo isso, as ferramentas da Tecnologia da Informação contam com as melhores funcionalidades para a gestão de resultados. Ela traz novos parâmetros de gestão que são visualizados em painéis estratégicos, nos quais os gestores podem observar, em tempo real, os indicadores de desempenho de cada colaborador. Isso gera uma cultura de transparência em que o próprio funcionário fica consciente do impacto das suas ações nos resultados da empresa.

A associação entre governança corporativa nas empresas e TI traz diversos benefícios para os negócios. Cria-se uma cultura de tomada de decisão baseada em dados, mais accountability para a performance dos funcionários, várias atividades de gestão são simplificadas etc. Portanto, se você quer levar sua empresa para outro patamar e vencer os concorrentes, já passou da hora de começar a pensar na tecnologia como uma aliada.

Este conteúdo foi útil para você? Aproveite que está por aqui e leia também nosso post sobre gestão empresarial!

Beluga
Autor

No blog Beluga você encontra o melhor conteúdo sobre data science, machine learning e inteligência artificial para alavancar sua empresa através dos seus dados.

Escreva um comentário