A Inteligência Artificial (IA) é atualmente um campo de conhecimento presente em inúmeras situações do cotidiano. Ela afeta as decisões que tomamos e a maneira como interagimos com o mundo. No meio corporativo, tornou-se uma ferramenta indispensável para o gestor.

Com sua utilização é possível desenvolver softwares que executam processos de raciocínio, cognição e evolução. Fazendo um paralelo com o humano, podemos dizer que essa tecnologia é dotada de um tipo de “inteligência de máquina” que a torna capaz de executar tarefas preestabelecidas.

É necessário que o gestor fique atento às tendências da tecnologia para aplicá-las corretamente ao negócio. É isso o que abordaremos neste post. Acompanhe conosco e descubra o que é Inteligência Artificial, como utilizá-la a favor do crescimento das empresas e quais são os seus principais benefícios!

O que é Inteligência Artificial?

Trata-se de uma área da ciência da computação que permite que máquinas “aprendam” com a experiência adquirida. Esses sistemas inteligentes são capazes de se adaptarem a novas entradas de dados e realizarem tarefas que antes seriam consideradas exclusivamente humanas.

Para que possamos compreender corretamente o que é Inteligência Artificial, precisamos primeiro entender o seu funcionamento. O processo tem início a partir de um computador que é “programado para aprender” com machine learning (aprendizado de máquina) e deep learning (aprendizado profundo).

A partir da interação com o ser humano, o sistema será apresentado a novas perguntas e suas respectivas respostas. Esse processo ativa o potencial de aprendizado da máquina e amplia a sua capacidade de solucionar questões.

Esses computadores inteligentes são capazes de aprender com os nossos gostos, identificar tendências e padrões e ainda processar informações em tempo real. Essas ações contribuem para auxiliar no processo de tomada de decisão e automatizar processos.

Os sistemas inteligentes têm características em comum. Os principais pontos similares são:

  • capacidade de aprender;
  • capacidade de se adaptar a mudanças em tempo real;
  • capacidade de operar de forma autônoma;
  • capacidade de se comunicar com outras máquinas;

O machine learning e deep learning já vêm sendo aplicados em diversas soluções, tais como nos assistentes virtuais de atendimento ao cliente, ou nos sistemas de predições. Os seus principais atributos são conseguir aprender a cada atendimento realizado, comparar tendências e reunir informações relevantes.

Por essa razão a evolução da tecnologia tem sido fundamental para a sociedade e gerado um enorme impacto às empresas. As máquinas são capazes de codificar uma quantidade infinita de dados com uma agilidade instantânea, o que seria impossível para qualquer ser humano.

Um dos principais responsáveis pela multiplicação dos sistemas é o aumento do poder de processamento de dispositivos eletrônicos menores, como tablets e smartphones. O que antes era limitado a supercomputadores, atualmente pode rodar até mesmo em dispositivos pessoais.

Com todos esses benefícios, podemos dizer que a Inteligência Artificial é uma grande aliada em nosso cotidiano, e mais ainda no dia a dia das empresas, já que contribui de várias formas para o crescimento e otimização de suas principais atividades.

Como a Inteligência Artificial pode ser utilizada nas empresas?

Apesar de toda a tecnologia com a qual já convivemos diariamente, ainda existe um receio muito grande a respeito da Inteligência Artificial em relação ao seu uso nas empresas e, mais diretamente, o seu papel diante do futuro dos empregos.

Se, por um lado, esses softwares e máquinas inteligentes têm a capacidade de automatizar atividades e, com isso, eliminar postos de trabalho; por outro, eles permitem que os profissionais permaneçam mais focados em tarefas que ofereçam maiores resultados. Ou seja, a IA funciona como uma aliada da empresa.

Tomemos como exemplo uma análise de segmentação de clientes, em que são coletadas informações como cargo, departamento e idade. Com a Inteligência Artificial a análise fica mais complexa, pois os clientes serão divididos em grupos classificados por comportamentos semelhantes, tais como reclamações realizadas, interações com a empresa, ou o seu histórico de compras.

Segundo pesquisa realizada pela empresa Deloitte, os early adopters (pessoas mais propensas a usar novas tecnologias) permanecem otimistas sobre o valor das tecnologias cognitivas. Entre eles, 63% afirmaram que suas iniciativas de IA são necessárias para alcançar seus rivais ou abrir vantagem frente aos concorrentes.

Já um estudo realizado pela Tata Consultancy Services (TCS) revelou que as empresas que conquistaram um aumento médio de 16% em ganhos da receita e redução de custos foram as que investiram cinco vezes mais na IA, enquanto empresas que investiram menos obtiveram um crescimento de apenas 5%.

Mesmo com esse cenário positivo, muitas empresas ainda acreditam que a IA seja algo totalmente fora de alcance. Essa crença é baseada na suposição de que um sistema ou solução baseado em IA seria muito caro e de difícil implementação. É necessário mudar essa interpretação errônea da relação custo x benefício e abrir-se às novas possibilidades tecnológicas.

Diversas empresas com cultura inovadora já investem em Inteligência Artificial continuamente. Com isso elas têm alcançado excelentes resultados na melhoria de seus processos. Outras organizações ainda não investem, mas têm a meta de alcançar essa implementação em um futuro próximo.

Porém, existe ainda muito tabu em torno do assunto nas empresas mais tradicionais. Para mudar esse panorama é fundamental adquirir um conhecimento mais aprofundado sobre o tema e perceber que a IA é possível (e vantajosa) para todos os tipos e tamanhos de empreendimentos.

O uso da Inteligência Artificial nas empresas oferece benefícios em todas as áreas, desde o gerenciamento, passando pelo financeiro, comercial e todos os setores onde a automação se faça necessária.

Por exemplo, o Business Intelligence (BI), é uma eficaz ferramenta que fornece um panorama diário da operação e permite acompanhar os KPIs operacionais da empresa. Também é possível utilizar um software de gestão orçamentária para realizar o planejamento estratégico e analisar indicadores mensalmente.

A Inteligência Artificial viabiliza uma produção mais eficiente. Com ela ocorre uma redução de custos, economia de energia, fim do desperdício e o aumento da segurança dos trabalhadores. Conheça a seguir mais algumas ferramentas de IA que auxiliam a gestão empresarial.

Predições

Os sistemas inteligentes são capazes de predizer cenários e encontrar soluções para determinados problemas. Com sua utilização é possível realizar uma mensuração da eficiência das campanhas de marketing ou dos planos de ação da empresa a fim de avaliar a sua eficiência antes de colocá-los em prática.

Existem, ainda, tecnologias capazes de segmentar clientes tendo como base o seu comportamento preditivo. A partir dessa análise, os consumidores são agrupados de acordo com seus padrões de resposta às ações da marca e os dados ficam disponíveis para auxiliar o gestor em futuras predições de vendas.

Segundo uma previsão do Gartner, até 2020 a análise preditiva deve atrair 40% dos investimentos das companhias relacionadas a Business Intelligence (BI) e Analytics, sendo considerado um mercado em franca expansão. Com estes dados, seria possível ter um controle cada vez maior das operações e oferecer para o cliente uma experiência totalmente personalizada.

Chatbots

Uma das ferramentas que está muito em alta no momento são os chatbots. Trata-se de um software capaz de simular o relacionamento de um ser humano em um atendimento ao cliente. Esses aplicativos são capazes de reconhecer nomes, números impressos em documentações e de avaliar a expressão do cliente.

Quando ligados aos bancos de dados da empresa, fazem conexões com o que o usuário solicitou. Então, eles tomam a decisão de encaminhar solicitações ao atendente humano ou resolver os problemas apresentados por conta própria.

Por exemplo, a cliente Ana visita o site de uma seguradora e acessa o chat (que é na realidade um chatbot de Inteligência Artificial) para tirar algumas dúvidas sobre a empresa. A máquina recebe e analisa a questão da cliente e em seguida pode tomar um  dos dois fluxos do processo.

Se a dúvida for simples, ou seja, um processo já registrado em seu banco de dados, ela mesma fornece a resposta de imediato ao usuário. Agora, se a solicitação for mais complexa, ela encaminha automaticamente a dúvida para um funcionário (humano) que dará continuidade ao atendimento.

Seu uso também permite automatizar tarefas corriqueiras, como a solicitação de férias, que agora pode ser feita via WhatsApp. Todo o processo é feito diretamente com um chatbot, que responde de forma instantânea ao colaborador e já executa os procedimentos na folha de pagamento, respeitando todas as políticas da empresa.

Enfim, os chatbots podem ser mais simplesmente definidos como robôs que têm a habilidade de conversar com os clientes de uma empresa por mensagens de texto ou voz. Eles são capazes de concretizar uma venda sem qualquer intervenção humana, de aprender com uso do machine learning e adaptar-se a novas situações.

Apesar de ainda apresentarem limitações (a ferramenta não é capaz de responder por si só a perguntas mais avançadas do cliente), os chatbots representam um grande avanço e beneficiam enormemente as empresas, oferecendo respostas imediatas ao cliente.

Assistentes pessoais

São aplicativos inteligentes que realizam processos simples. Com eles, o usuário pode consultar calendários e agendar ou visualizar tarefas, acionar alarmes e ativar lembretes para determinadas ações.

Exemplos muito conhecidos de assistentes virtuais são a Siri da Apple e também a Alexa da Amazon. Essas aplicações são duas das mais avançadas assistentes pessoais da atualidade. Elas ajudam em afazeres domésticos como organizar agenda, realizar compras, e diversas outras.

Automação de tarefas

Entendemos como automação o ato de tornar um processo automático. Nas empresas, nos referimos àquelas tarefas – geralmente repetitivas – que antes levavam várias horas para um ser humano realizar, e hoje podem ser realizadas de forma automática pelas máquinas.

Sua função nas empresas é facilitar os processos, agilizar tarefas que exijam maior esforço mental, aumentar a produtividade, reduzir custos, e melhorar a qualidade dos serviços. Ou seja, facilitar a rotina da equipe.

A automação de processos pode unir os bancos de dados de todos os setores da empresa em um único sistema de informação. Esse procedimento reduz o número de erros, evita falhas de comunicação e aumenta a velocidade de processamento de dados.

A Inteligência Artificial proporciona uma automação de tarefas segura e eficiente. Podem ser automatizadas desde as tarefas mais simples e repetitivas até as mais complexas, que demandam maior esforço e dedicação de um funcionário.

Quanto mais as tarefas de uma empresa forem automatizadas, maior será o tempo disponível da equipe para se dedicar em outras demandas necessárias. Esse processo torna o negócio mais ágil, rentável e produtivo.

Aplicativos de gestão

Os aplicativos de gestão têm aplicações distintas e são utilizados para os processos de gerenciamento de uma empresa. Eles oferecem, por exemplo, um pacote de programas para facilitar o trabalho de escritório e ajudar as empresas a acelerar os seus processos de negócio.

Existem também as ferramentas de avaliação de desempenho, em que o gestor pode medir a performance dos colaboradores e identificar aqueles que estão cumprindo com os objetivos estabelecidos.

Outra utilidade é o trabalho de processamento de texto, que é capaz de criar, armazenar e recuperar documentos, elaborar documentos sob demanda e desenvolver apresentações eficazes de vendas. Ele pode armazenar todas as informações coletadas do cliente no aplicativo de base de dados.

Com a ajuda desses softwares, as empresas podem acompanhar com maior facilidade o histórico e progresso de cada projeto, bem como o tempo de conclusão de cada um.

Os aplicativos de gestão têm muitas aplicações para os vários processos de negócio. Um único aplicativo pode realizar várias tarefas, poupando tempo e dinheiro às empresas. Permite a integração de dados, facilita o cumprimento das regulamentações e a visibilidade das informações.

A partilha de informações para os colaboradores também pode ser executada por meio desse software. Como podemos perceber, é um sistema de extrema utilidade para o crescimento empresarial e capaz de proporcionar inúmeros benefícios às organizações.

Dashboard

Uma ferramenta que auxilia muito na gestão é o dashboard. São plataformas usadas para acompanhar as operações e identificar pontos críticos. Com a interpretação das informações geradas por ela é oferecido um auxílio à tomada de decisão totalmente baseada em dados.

Se antes o desafio das empresas era o de conseguir reunir e analisar a maior quantidade de dados possíveis para realizar os melhores insights, hoje podemos fazer a máquina trabalhar a nosso favor, aprender com nossas tendências de uso e apresentar dashboards cada vez mais detalhados e eficientes.

Os algoritmos (conjunto de regras e procedimentos lógicos que levam à solução de um problema) podem ajudar a criar dashboards cada vez mais inteligentes. Esses sistemas podem criar correlações que a princípio seriam impossíveis para um ser humano realizar por si só.

Por exemplo, Lúcio, gestor de uma grande empresa que tem filiais espalhadas por todo o país, percebe que as taxas de vendas estão indo bem, com todos os gráficos em crescimento. Exceto pelas lojas localizadas no Nordeste, onde apresentam uma leve baixa nas vendas.

Após Lúcio realizar a análise das informações apresentadas no dashboard, ele poderá criar relações entre os dados específicos dessa região e alinhá-los aos números de vendas. Assim, ficará mais fácil descobrir o que ocasionou a queda nas vendas e corrigi-la imediatamente.

Quais são os benefícios da Inteligência Artificial?

O uso de sistemas de Inteligência Artificial pode potencializar as estratégias de venda. Com eles é possível analisar a base de clientes, analisar comportamentos e histórico de compras, com o intuito de criar produtos e serviços que melhor atendam às necessidades dos consumidores.

Um sistema inteligente aplicado ao e-commerce é capaz de criar recomendações customizadas. Assim, é possível tornar produtos mais atrativos de acordo com o perfil e a necessidade de cada cliente. Pode-se, ainda, melhorar a experiência e satisfação do público.

As pessoas podem se beneficiar das soluções de TI tanto no ambiente corporativo quanto fora dele. Acompanhe a seguir mais algumas das inúmeras vantagens da Inteligência Artificial nas empresas.

Informação mais segura

A segurança de TI é uma das áreas que mais usufrui da Inteligência Artificial. Os departamentos de TI usam a IA para detectar e prevenir ameaças e ataques à segurança dos sistemas, problemas de usuário e automação.  Já no e-commerce, o aprimoramento dessa tecnologia contribui para criar soluções inovadoras que possam evitar possíveis fraudes.

A aprendizagem automática e os algoritmos inteligentes são altamente eficazes na detecção de ataques conhecidos e desconhecidos. Isso permite que os profissionais de segurança de TI adotem uma postura mais proativa.

O uso da IA também contribui para a segurança das empresas, pois podem tomar decisões confiáveis baseadas em dados. Dessa forma, os gestores podem analisar as informações apresentadas pelo sistema e seguir suas recomendações na tomada de decisão.

Aumento da produtividade

Como citamos no tópico anterior, a automação aumenta a produtividade de uma empresa, pois o funcionário tem mais tempo para se dedicar em outra atividade.

Segundo relatório da empresa Accenture, a adoção da IA nas empresas é capaz de aumentar a produtividade do trabalho em até 40%. Os dados avaliam que até o ano de 2035 o crescimento econômico anual dos países mais desenvolvidos poderá ser duplicado. Tudo isso graças ao uso da IA.

Otimização do tempo de trabalho

A automação de processos com o auxílio da IA é uma prática eficaz para a otimização do tempo de trabalho. Ela torna muitas tarefas automáticas, evitando que grande parte do tempo de produção seja perdido por conta de trabalhos básicos e rotineiros.

Quando uma tarefa repetitiva é delegada a uma máquina, a gerência pode realocar os funcionários para executarem trabalhos que demandem maior pensamento estratégico. A realocação pode permitir que os colaboradores desenvolvam suas habilidades profissionais e pessoais, sentindo-se mais satisfeitos e produtivos.

Redução de custos

A aplicação de Inteligência Artificial traz mais confiabilidade para os processos. Assim, erros tornam-se mais difíceis de ocorrer, e a produtividade é bastante ampliada. Essas melhorias geram uma redução de custos operacionais.

Além disso, tarefas automatizadas pela inserção de sistemas de Inteligência Artificial reduzem a necessidade de mão de obra e gastos com tributos trabalhistas.

Melhora do relacionamento com o consumidor

A Inteligência Artificial é cada vez mais usada para melhorar o relacionamento com o cliente. Ela é capaz de resolver problemas complexos com maior agilidade e antecipar futuras compras. Além disso, as soluções inteligentes estão disponíveis em tempo integral, atendendo ao imediatismo de um público cada vez mais informatizado e exigente.

O conceito de computação cognitiva revoluciona o atendimento, sendo capaz de compreender a linguagem humana, incluindo o uso de gírias, coloquialismos e regionalismos. Ele também pode identificar imagens, racionalizar e dar respostas próprias. A tecnologia pode perceber pela voz do cliente se a pessoa foi irônica ou se está nervosa, por exemplo.

De acordo com dados da Business Insider, até 2020, 85% das interações entre marcas e consumidores serão realizadas unicamente por meio do uso da Inteligência Artificial nas empresas.

As ferramentas disponíveis também auxiliam como forma de mensurar estratégias de relacionamento entre cliente e empresa, com o objetivo de melhorar a experiência do consumidor.

Aumento da lucratividade

O uso da IA pode ocasionar em um substancial aumento no lucro da empresa. Segundo dados do relatório publicado pela consultoria Accenture e a Frontier Economics, a Inteligência Artificial tem potencial para gerar uma média de mais de 38% de lucratividade nos negócios até 2035 e levar a um aumento econômico de 14 trilhões de dólares no mesmo período.

Ainda de acordo com o relatório, as manufaturas,  terão amplo crescimento da base projetada, com um aumento previsto de participação de lucro de 39% devido a sistemas alimentados por IA; Sua capacidade de aprender, adaptar e evoluir ao longo do tempo pode eliminar máquinas defeituosas e equipamentos inativos.

Uma das formas mais recomendadas para uma empresa obter esses resultados é reinventar o setor de RH. Para isso, deve ser combinado o uso de colaboradores (humanos) e sistemas de Inteligência Artificial. Também é válido investir na construção de uma nova cadeia de suprimentos (supply-chain) e a combinação de nuvem com IA.

A Inteligência Artificial chegou com o objetivo de agregar valor às empresas. Existem soluções em equipamentos e softwares que podem ser adaptados a pequenos e médios empreendimentos sem afetar muito o orçamento. Com esse investimento, todos poderão se beneficiar da agilidade e eficiência conquistados com a mudança.

Aqui na Beluga temos um time capacitado para auxiliar empresas a resolverem problemas com o uso da Inteligência Artificial. Desenvolvemos sistemas customizados para cada situação. Entre em contato com a nossa equipe e veja como podemos ajudar!

Beluga
Autor

No blog Beluga você encontra o melhor conteúdo sobre data science, machine learning e inteligência artificial para alavancar sua empresa através dos seus dados.

Escreva um comentário